Arquivo mensal: agosto 2013

Como se preparar para o mercado de trabalho

24xjrz4

Já ouviu falar em Empresa Júnior? Então vamos falar um pouco para vocês!

Segundo a Confederação Brasileira de Empresas Juniores, este é o conceito nacional de Empresa Júnior (http://brasiljunior.org.br/):

Artigo 2º – As empresas juniores são constituídas pela união de alunos matriculados em cursos de graduação em instituições de ensino superior, organizados em uma associação civil com o intuito de realizar projetos e serviços que contribuam para o desenvolvimento do país e de formar profissionais capacitados e comprometidos com esse objetivo.

Artigo 3º – A finalidade da empresa júnior deve estar definida em estatuto como:

I – Desenvolver profissionalmente as pessoas que compõem o quadro social por meio da vivência empresarial, realizando projetos e serviços na área de atuação do(s) curso(s) de graduação ao(s) qual(is) a empresa júnior for vinculada;

II – Realizar projetos e/ou serviços preferencialmente para micro e pequenas empresas, e terceiro setor, nacionais, em funcionamento ou em fase de abertura, ou pessoas físicas, visando ao desenvolvimento da sociedade;

III – Fomentar o empreendedorismo de seus associados.

Aqui na Universidade Federal de Goiás, as Empresas Júniores são representadas pelo NEJ (Núcleo das Empresas Juniores), e que agora vai contar com um processo seletivo unificado para graduandos que se interessarem participar das Empresas Juniores Associadas, o edital e as matrículas já foram disponibilizados no site http://www.nejufg.com.br/.

Na biblioteconomia, a Empresa Júnior se chama Informa Jr. e está disponibilizando 15 vagas para os alunos que se interessarem a participar. A professora que apoia o projeto é nossa querida professora Sônia Aguiar Cruz-Riascos e graduanda  que está engajadíssima para levar o projeto à frente é Anna Gemma Locatelli. Para saber mais é só entrar em contato com ambas na coordenação de biblioteconomia ou pelo e-mail da coordenação de Biblioteconomia: coordenacaobiblio@gmail.com.

Participem do processo seletivo e venham se aprimorar em conjunto com a Informare Jr.

Texto: Thaís Sousa
Foto: Internet

Anúncios

O medo do digital

biblioteca-digital-3 (1)

É comum entre os estudantes de biblioteconomia e profissionais formados se depararem com esta mesma pergunta: Biblio-oquê? Escutar isto faz irritar muitos amantes da profissão e ainda é incrédulo o fato de leigos criticarem o curso afirmando ser apenas função do bibliotecário cuidar de livros velhos e empoeirados.

O estereótipo do bibliotecário foi criado há muito tempo: uma velha, com coque na cabeça, resmungona, óculos caído sobre o nariz, pedindo silêncio incessantemente. Ah, e aquela cara? De assustar até personagem de quadrinhos.

Mas o que poucos sabem é que o profissional bibliotecário, aquele que ama a profissão, que estuda para se formar um bom profissional – não aquele permeia numa biblioteca escolar, ocupando lugar que não o pertence-  se preocupa com o seu usuário, com a funcionalidade da biblioteca que ocupa, com a disponibilidade de obras para uso e empréstimos. Esse sim perturba-se menos com o silêncio e mais com a produtividade almejada dentro das bibliotecas por aqueles que a procuram para tal.

Mas o papel do bibliotecário está saindo deste clímax de bibliotecas em suas estruturas físicas, ele está migrando para o digital. Exemplos claros são as bibliotecas digitais, disponibilizadas para uso online e que tem sua função informacional atribuída ao trabalho que o profissional desempenha.

Nossa funcionalidade no patamar de bibliotecas digitais é crucial, pois, o bibliotecário se preocupa com a informação de qualidade e com a autoria de suas obras. Não há de se encontrar plágios no trabalho de um profissional bibliotecário comprometido com sua profissão, ele busca a informação e a traz de forma concisa, acessível, clara e com referencial de autoria devido, ou seja, a obra leva o nome do seu real autor, aquele da origem.

Porém, ainda existe certo medo sobre o digital, e isto é visto nos cursos e na atuação dos profissionais formados. Não que seja provado, mas fazer digital causa receio para a ordem impressa. Acreditamos fielmente que o livro em sua estrutura física não irá deixar de existir, acompanhamos a evolução da escrita e da imprensa, a evolução dos pergaminhos para os livros (caso queira saber mais sobre, leia o livro: Livro, uma história viva, de Martyn Lyons).

Precisamos quebrar o gelo, o medo, pois, a inclusão digital no fazer bibliotecário só tende a somar na nossa profissão. Nos novos tempos, a comunicação com eficácia e eficiência só tende a ser feita por aqueles que estiverem conectados, a informação está aí, como um fast food , de fácil acesso a quem deseja procura-la, e se não nos atentarmos e atualizarmos, aí sim, perderemos nosso espaço para a tecnologia digital.

Texto: Thaís  Sousa

Design de Livrarias

image001

Livraria Poplar Kids Republic, localizada no Japão.Seu design moderno com figuras geométricas, onde o branco predomina, com um contraste harmonioso com as cores da iluminação com as cores da iluminação e outros.Todo o seu  design contribui para uma leitura satisfatória.

image002

Esta livraria fica localizada em São Paulo na Vila Baslu.Possui um ambiente requisitado, amplo, com teto e paredes da mesma cor(branco),tapetes coloridos,prateleiras de fácil acesso, em fim, um ambiente confortável onde suas cores são harmoniosas, dando um ar de leveza.

image003

É uma livraria cristã, com teto e piso na cor branca,prateleiras e móveis na cor de madeira, boa iluminação com contraste harmonioso.

image004

A cor madeira é a que mais predomina no ambiente,ela reveste o chão e os moveis da livraria, causando um contraste harmonioso com o branco do teto.A livraria possui uma boa iluminação, inclusive em algumas prateleiras.

images

Localizada no Rio De Janeiro, possui um ambiente harmonioso, apesar das prateleiras serem de cor  preta, o chão possui cor de madeira.A livraria tem  uma boa  iluminação  com grande variedades de livros.

Por: Ivone Gomes

A magia das cores

A arte com balões esta cada vez mais ganhando o mercado de decoração de festa. É na verdade uma obra de arte. Não há quem não se encante com tamanha beleza, dessa arte encantadora. Não é mais uma decoração apenas de festas infantis e sim de qualquer evento. Podemos usar e abusar das variedades que o mercado nos oferecem em tamanhos, cores, decorados ou não. Em relação a cores, a industria oferece uma ampla variedade, sendo de cores frias, quentes,ou seja, tem cores para serem trabalhadas em  qualquer tema de uma decoração. Podemos dizer que as cores causam um efeito mágico, é o que pode ser comprovado nas seguintes fotos:

image001

image002

image003

image004

image005

Para quem quiser aprender e ver outros tipos de esculturas montadas com balões, basta acessar este link: http://www.youtube.com/watch?v=S6tRJIqslyU

https://pt-br.facebook.com/pages/Ana-Paula-arte-em-biscuit-By-Ana-Paula-Wanderley/100415846722463?hc_location=timeline

http://www.gratisonline.com.br/decoracao-com-baloes-e-bexigas-fotos/

http://www.iaulas.com.br/site/index/Cursos%20Virtuais

http://www.adventureeventos.eev.com.br/?area=texto&pg=.%3A.+Contrate+Decora%E7%E3o+Bexigas+.%3A.

http://amiscelandia.blogspot.com.br/2013/02/decoracoes-com-baloes.html

 Por: Ivone Gomes

Biblioteca Moderna

Este trabalho tem por objetivo, não apenas fazer a divulgação da biblioteca de São Paulo, que se localiza no Parque Da Juventude na Avenida Cruzeiro do Sul Santana, ao lado da Estação Carandiru do metrô, mas de mostrar como a tipografia, o designer de informação e editorial foram trabalhados neste site.  É um site bem dinâmico, que consegue transmitir com clareza o espaço interno da biblioteca e serviços oferecidos. Em relação a tipografia como podemos observar, na foto próximo ao prédio da biblioteca, foram colocados três  blocos revertidos na cor madeira, em posições diversificadas com as abreviações da biblioteca escrita em cada um, contendo serifa nas letras B e S, e também  com peso marcante. Já a letra P está com uma tipografia sem serifa.

image001                                         

No que diz respeito ao designer de informação, o site está completo com fotos e uma linguagem  de fácil entendimento, facilitando a busca pelas                                                          informações que o mesmo oferece sobre a   biblioteca de São Paulo.

image002                             

Em seu designer editorial possui ícones em cores diversificadas, onde o usuário escolhe o assunto que deseja obter informações e vai direto para a pesquisa. É um site bem elaborado.

image003

image004

image008 http://bibliotecadesaopaulo.org.br/fotos/

Por: Ivone Gomes