Arquivo da categoria: Uncategorized

Intercambista nacional

download

Olá pessoal. Acho que já ouviram falar por mim, ou pela universidade sobre o PME – Programa de

 Mobilidade Estudantil. Então, este é um convênio da Andifes com várias instituições federais do Brasil e que permite que estudantes façam intercâmbio entre as universidades conveniadas.  Eu fiz a minha inscrição no programa,  fui selecionada e estou aqui em BH, estudando na UFMG. 

Creio que a experiência que estou e vou adquirir durante o período em que ficar será única e digna de ser compartilhada.  Participar não é tão complicado do que se pensa, porém, basta acompanhar o edital do programa para saber como se inscrever e participar.

Pensado em partilhar destas experiências, resolvi criar um blog, e que só foi possível pela experiência que tive com a participação na criação do biblio i9. Sou uma defensora de carteirinha deste projeto, e assim como todos da biblioteconomia, acreditamos nesta marca que afirma o que somos/queremos ser: inovadores.

Para acompanhar das minhas vivências no período de mobilidade, basta visitar meu blog – o que conto – lá e também aqui, serão compartilhadas as experiências, novidades, acontecimentos desta intercambista nacional (assim diz a minha matrícula, e eu super curti). 

Então é isto pessoal, vejo vocês aqui e lá. E como vocês puderam acompanhar por aqui e pela página no facebook, o Biblio i9 não pára nem nas suas férias.

Grandessíssimo abraço.

Texto: Thaís Sousa
Imagem: Internet

Anúncios

Banda uó – Banda Goiana cai na graça do público Nacional e Internacinal

'' alguem doma essa Leoa por gentileza''
” alguém doma essa Leoa por gentileza”
aqui a coisa é outra... É uó mesmo!(fonte:http://www.vaidademasculina.net/2013/07/vm-music-o-estilo-da-banda-uo.html)
aqui a coisa é outra… É uó mesmo!(fonte:http://www.vaidademasculina.net/2013/07/vm-music-o-estilo-da-banda-uo.html)

estilo-banda-uo-6

http://caiobraz.com.br/hoje-tem-banda-uo-no-gnt-fashion/

Agora sim da pra falar um pouco mais sobre a banda, formada pelos queridíssimos Davi Sabbag e Mateus Carrilho e Candy Mel (transsexual linda e abusada),  naturais de Goiânia caíram no gosto popular brasileiro.

Sua musica seu ritmo  eletro-brega e visual fazem toda a diferença destacando e chamando a atenção de todos por onde passa, tenho o prazer de ser amiga de Candy Mel, que além de ser uma bela performance e de uma simplicidade incrível, um encanto de ”garota”.

A Banda ganhou mercado com hit shak de Amor, um parodia da musica  “Whip My Hair”, de Willow Smith, com  a chegado do premio de BANDA REVELAÇÃO DO ANO MTV caíram no gosto de publico, a diversidade e a versatilidade do trio contagia a galera levando o publico ao delírio.

curta os videos galera i9vação com diversão e tudo

  1.  Som Brasil
  2. Shake de Amor
  3. Cawboy

#bandaUó #Gyn #Biblioi9

i9vacao no cenário musical

Pedra Letícia i9vando no cenário musical Goiano

86578bb2-1e77-4d92-9629-6bfd7b367ad3

A banda é formanda por  Fabiano Cambota nos vocais, Thiago Sestini na percussão, Zé Junqueira na bateria, Kuky Sanchez no baixo e Xiquinho Mendes na guitarra, desde 2005 i9vonando caricaturando letras de musicas tradicionais nacionais e internacionais, no ultimo cd eles mudaram o conceito colocando musica infantil, e musicas criticando a forma que a musica goiana e vista no cenário brasileiro, sua musica no cenário brasileiro e tida como mais uma banda do meio do mato que não vai fazer sucesso, e por incrível que pareça esse paradigma foi quebrado. Hoje e tida como uma banda inovador que surpreendendo o publico que frequenta seus shows que anima todos os públicos.

Com o dilema e o discurso do politicamente incorreto assumem um característica que que caiu no gosto popular com o dever de  mudar o cenário musical em goiana, o politicamento incorreto e suas letras carregada de palavrões e um mix de tocadilhos  agrada o publico que comparece em seus shows.

Um fato curioso que deu um Up na sua carreira foi confirmação da aprovação do publico ganhando o concurso Garagem do Faustão na rede globo.

Sua musica tem um diferencial um tanto teatral que envolve o ouvinte dinamizando seus shows e apresentações.

  1. Confira as musicas
  2. Pegue uma baranga
  3. Como que ocê pôde Abandoná Eu 
  4. Bando do meio do mato
  5. JB Fora do Ar – Pedra Letícia  ”entrevista com a banda”
Capa Novo cd
Capa Novo cd
Pioneiros no campo musical i9vaçao e sobre nome deles.
Pioneiros no campo i9vação musical, criando um estilo próprio e original. e isso ai galera divirtão-se!!

Fontes: pesquisa intranet

Atividade sobre Fanfictions com o segundo período de Biblioteconomia!

No dia 06 de novembro, a aluna Luiza Simões organizou uma conversa sobre fanfictions, a ficção do fã, para a turma do segundo período de Biblioteconomia.

1465378_618530708210208_943192047_n

A turma discutiu sobre o que é de de onde veio o termo Fanfiction e como ela se propagou e popularizou. A conversa foi aberta e interativa entre os alunos e o professor, Cesar Viana.

551350_618531281543484_1534354729_n

1002014_618530984876847_1681725682_n

Como encerramento, foi organizada uma pequena atividade com os alunos. Escolhido um gênero, uma situação e dois alunos ali presentes, a turma criou uma pequena fanfic, que segue abaixo:

Dia Chuvoso

Luiz e Ana Paula estavam no corredor da Facomb, comprando café para tentar cumprir mais uma manhã de aula. Luiz repara que a camisa de Ana Paula é branca, e está encharcada, mas disfarça para que ela não perceba. Sem jeito, ofereceu casaco pra ela, que aceitou vermelha.

Ambos começaram a tomar seus cafés, se esquentando.

– Tá frio, né? – Luiza fala.

– Pois é…

– Vai pra aula agora?

– Acho que sim. Preciso tirar uma Xerox.

– Vamos na Xerox da Química. La e barato.

Quando chegaram, estava deserto. Luiz resolveu deixar a copia pra mais tarde, e a prensando na parede, disse:

– E melhor tirar a camiseta. Vai ficar gripada assim.

– E verdade… – ela ofegou – Só preciso que… – ele se desaproximou e ela tirou a camisa. Luiz reparou que ela estava arrepiada, e a abraçou.

– Sabe… calor humano e tals.

– Sim… – Eles se encararam por um momento e se beijaram. Ela tentou falar algo, mas Luiz não deixou, não separou seus lábios do dela. Não queria ou iria soltá-la.

Ela envolveu seus braços no pescoço de Luiz e permitiu que o que acontecia ali continuasse.

– Você… quer ir…? – Eles ouviram alguém se aproximar. Era Maylda.

– O que!? – Ela os encarou, chocada – Como assim!? Por que não me chamaram!? Traidores!

Ela sair pisando forte e bufando. Luiz e Ana Paula se encararam e voltaram ao que estavam fazendo.

Por Luiza Simões e Turma

Fanfictions – Por onde começar?

Esse post vai dar dicas de como se escrever um fanfic, um história criada por um fã. Para um iniciante, elas devem ser muito bem vindas!

Depois de escolher seu fandom e ter o enredo em mente, sugiro o seguinte:

– A história não precisa ter sentido , como por exemplo, duas irmãs q se odeiam passam a ser melhores amigas uma da outra.

-Ter bastante transparência no que cada personagem representa na fanfic, se ele tem um traço bastante marcante e que a sociedade ainda tem tabus a seguir, demostre-o com bastante claridade.

– Divida-a em capítulos.

– Siga corretamente o gênero da sua fanfic, se você fez a escolha de um gênero não o misture com qualquer outro tipo.

– Leve com bastante seriedade as séries e os personagens, sem palavras que podem levar para o lado de crítica destrutiva.

-Não fale por alto certos detalhes da história, como por exemplo, contar um fato. Também não tem a necessidade desse fato ter 5 linhas especificando-o. Conte-o como aconteceu sem dar poucos detalhes mas também sem exagerar.

– Todos os personagens tem q terem nomes diferentes e o proprio escritor também.

Agora é só começar e adquirir experiencia!

 

Por Mayra Karolinne

Fanfics – De todo tipo e gênero

Fanfiction2

As fanfictions são divididas em vários gêneros e subgêneros. Esses são os mais conhecidos, fora os comuns, como aventura, suspense, romance e drama:

– Hentai ou NC: são contos mais “quentes”.

Cross Over: Dois ou mais mundos diferentes que se encontram na fanfic. ex: Shakira e Harry Potter.

Darkfic: fanfics que tem tendência a coisas sombrias, depressivas, proximas ao horro.

Deathfic: fanfics onde há varias mortes, inclusive do protagonista.

Drabble: fanfics com no máximo 100 palavras.

-Fanon: popularização da fanfic que o foco da história se tornou comum.

Lemon: sexo explícito entre dois homens.

-OOC(ount of context – Fora do contexto): Fanfics onde a personalidade dos personagens é alterada da história original.

Orange: sexo explícito entre mulheres.

PWP: valorização do sexo, deixando de dar ênfase ao foco da história.

-LongFics: são fics com longo enredo, pode chegar a ser temporada ou a ter mais de 20 capítulos.

Self Inserction: Quando o autor da fanfic interage com os personagens.

Dark Lemon/Orange: cenas explícitas de sexo com violência entre homossexuais.

Entre outros tipos de fanfics, para mais, acesse:http://pt.wikipedia.org/wiki/Fanfic

Por Mayra Karolinne.

Fanfictions – O que é isso!?

fanfics

Fanfic vem do termo inglês “fanfiction”. É uma abreviação, traduzida quer dizer: “ficção criada por fãs.

Fanfictions são histórias criadas a partir de histórias, series, quadrinhos ou bandas já existentes. Isso mesmo, um grande exemplo disso, são séries de animes ou livros como Harry Potter, Crepúsculo, entre outros. As fanfics tem enredos ou cenas criadas a partir destas histórias. As vezes pode ter um mesmo personagem com características diferentes, ou o final contrário daquele descrito na ficção.

Ficou claro?! Então, aquela mesma história que se tornou popular passou a ter um contexto diferenciado da original criada pelo universo dos fãs.

Um tipo de fanfic é a fanfictioninterativa. A fanfic interativa é dada com a participação da própria pessoa dentro do enredo. Como? Ao abrir o link da fanfic, são feitas perguntas de personalidade, gostos e modos do leitor. De repente você mesmo está participando da história. Essa é a interatividade das fanfics interativas.

Existem alguns termos muito usados no mundo dos fandons, estes são alguns deles:

Fannon: algo que não é criado pelo autor;

Canon: aquilo que é verídico, que o autor mostra na história;

Ships: casal da história;

Shipper: são fans que apoiam determinado casal;

Beta: quem “corrige” as fanfics;

Ficwriters: escritores.

Entre outros, que serão mais explorados em outros posts.

O objetivo ao publicar uma fanfic ocorre quando fans de seriados, filmes, ou livros postam ficções criadas por eles. De certo modo, acabam participando da história, acrescentando algo que gostariam que fosse escrito ou falado, e as vezes até modificando algum personagem. O universo das fanfics constitui um mundo para os fãs. Ele permite que cada escritor deixe transparecer sua essência, canalizando pela escrita suas emoções e experiências intimas.

Fanfiction – Como a brincadeira “começou”

No final da década de 1960 e 1970, duas séries televisivas explodiram, criando legiões de fãs. Star Trek e Star Wars, séries de ficção científica, ficaram mundialmente famosas com seus enredos bem construídos e personagens carismáticos. Logo, apenas os filmes não eram mais o bastante para saciar os fãs, e eles mesmos começaram a criar histórias baseadas nessas séries. Foi nessa época que as Fanfictions surgiram com a essência que conhecemos hoje.

starwars-capa

Fanfiction(apelidada de fanfic ou fic) significa “Ficção do Fã”, e é basicamente quando um fã cria uma história baseada na sua serie preferida, sem visar fins lucrativos. Ele cria uma cena que gostaria que tivesse acontecido, muda algo que não gostou ou tenta prever o final de uma saga.

Nessa época, a comunicação não era tão fácil quanto hoje. Os fãs dependiam de Convenções e encontros para mostrar suas criações para outros fãs, limitando muito o compartilhamento das fanfictions. Quando a internet começou a se popularizar, na década de 1990, esse contato ficou muito mais fácil através das trocas de e-mail. Já nos anos 2000, o uso de redes sociais facilitou e começou a popularizar as fanfictions.image_preview

O Orkut foi o principal repercusso das fanfictions no Brasil. Acessado por milhares de pessoas todos os dias, era comum encontrar fanfictions em comunidades, e até mesmo comunidades exclusivas para postagem de fanfictions. Ali, qualquer um podia ler a fanfic e comentar sua opinião, levando a interação entre o autor e o leitor das fanfics. Não demorou para que fossem criados sites exclusivos para fanfictions, como o Floreios&Borrões, site de fanfics de Harry Potter, e o Nyah!Fanfiction, o maior site de fanfics do Brasil.

Redes-sociais

Hoje é difícil saber quantos sites brasileiros exclusivos para postagem de fanfics existem, visto a popularização delas na interner, que só está crescendo.

header_nyah_logo 

f9dd72a1029f0f6d8de95b0748b0c500

logo

Fandom – A Cultura do fã

Por Luiza Simões

Hoje em dia é normal você ser muito fã de algo, seja uma banda, um filme, um livro, um quadrinho ou um desenho. Você se senta e conversa com os amigos sobre o último episódio de uma série televisiva que adoram, o último livro lançado da série que gostam muito ou a última música da sua banda preferida. Isso tanto é comum como tem acontecido cada vez mais.

bastila_shan__jedi___imperials___star_wars_cosplay_by_magsul-d66tknointernational-star-wars-fan-group

Chamamos essa interação entre pessoas que gostam de uma mesma série, essa interação entre fãs, de “Fandom”: um grupo de fãs de algo, independente do que, e que muitas vezes até ganham um nome. Por exemplo, os fãs de Harry Potter são chamados(e se chamam) de Potterheads. Os fãs de Crepúsculo se chamam de Tiwilighard, os fãs de Justin Bieber Beliebers e por ai vai. É normal que cada Fandom, cada grupo de fãs, tenha um nome, normalmente dado por eles mesmo.

IMAX+Harry+Potter+Fans+Celebrate+Release+Harry+NcuO6LAXcoOl

A palavra Fandon é inglesa, e é uma contração de Fan Kingdom, ou seja, Reino do Fã. A interação entre fãs acontece na troca de experiencias e produções próprias baseadas na série que gostam. Por exemplo, vamos supor que você é um Potterhead, um fã de Harry Potter, e tem habilidades artísticas para desenho. Então você faz uma Fanart, uma Arte do Fã, e mostra para seus amigos Potterheads.

it__s_not_really_goodbye_by_viria13-d4dosse

Ou então se gosta de edições de vídeo, e pega várias cenas aleatórias dos filmes de Harry Potter e cria um vídeo, um FanVideo, e o publica na internet.

Se você gosta de ler e escrever, sempre tem a opção das Fanfictions, a Ficção do Fã, quando um fã e cria uma história baseada na sua série/quadrinho/banda preferida e a compartilha com outras pessoas do mesmo fandom.

As opções são variadas, e sempre envolvem um universo diferente do nosso, um universo ficcional. É normal acontecerem encontros baseados em alguma serie popular, onde os fãs debatem sobre os últimos acontecimentos, compartilham novas informações e até participam de brincadeiras baseadas na série em questão.

Teatro Goiânia

T1
teatro Goiânia inauguração

Teatro Goiânia (1937-1942)
Uma das características mais importante da arquitetura patrimonial de Goiânia é sua arquitetura de estilo Art Decó, a obra do Teatro de Goiania foi realizada pelos arquitetos Jorge Félix de Souza e José Neddemeyer, sua inauguração data do ano 1942.

O Teatro Goiânia, foi inaugurado em 12 de junho de 1942 durante a administração de Pedro Ludovico Teixeira, e considerado o principal  cartão postal de Goiânia,  tornando-se um ponto vivo que mostra a cultura local. O espaço é utilizado para eventos de grande porte dentre eles posso destacar Goiânia mostra curtas que e o um festival que promove o a cultura e a produção de videos curta metragem , tendo como principal patrocinador a  PETROBRAS.  Além de sua importância histórica, o teatro, na atualidade, é um dos principais espaços de apresentação de dança, teatro e música erudita e popular da cidade, tendo sido declarado Patrimônio Nacional em 2003.

teatro goiania

Nos dias 13/14/15/ de dezembro de 2013 a COMPANHIA DE DANÇA CONTEMPORÂNEA QUASAR prestigiou a sociedade goianiense com uma bela apresentação com  ESPETÁCULO – Por 7 vezes. Com direção geral de Vera Bicalho, Henrique Rodovalho como coreografo. No cenário de dança brasileira a equipe se destaca com varias premiações,  A Quasar Cia de Dança. Fundada em meados da década de 80 apresenta em seu quadro de bailarinos quase todos são aqui da nossa região com excessão  de uma bailarina mexicana que faz parte da equipe e 9 anos. Este trabalho dignifica nossa capital pois esta representando nossa capital de um mondo inovador, quebrando o conceito que nossa cidade é conhecida como seleiro da cultura sertaneja berço do sertanejo universitário. Quasar dando um banho de contemporaneidade e i9vação.

Pude conversar Junior Leite “Assistente de Produção” sobre a apresentação o mesmo se encontrava muito feliz e realizado a aceitação do publico marcando presença lotando todas as galerias do teatro. A companhia possuí vários prêmios nacionais e internacionais é tida no cenário de dança contemporânea como a mais importante do pais.

Segundo o coreógrafo, O corpo é o tema da nova obra de Henrique Rodovalho. O corpo dividido por partes… Mas com um fio condutor… algo que faz mover: o desejo! Desejo este que é exposto, por 7 vezes. Exercício desta divisão é partir da possibilidade de que cada uma destas partes têm, por elas mesmas, o poder de se expressar, de reagir e principalmente de sentir questões que são totalmente pertinentes à existência do próprio corpo humano e do homem.

confira as fotos.

T10

T3

1474751_10200305085429903_3188909_n

1474751_10200305085429903_3188909_n  T4

T5

T7

T12

Desde já agradeço a colaboração de Junior leite que prontamente meu ajudou colaborando com as imagens da equipe de dança.